sexta-feira, 26 de abril de 2013

Pessoas, o que mais seria?





Pessoas.
Eu gosto de pessoas. Gente. Tanto faz.
Parece arbitrário.
Parece-me tão correto.
E é isto: pessoas.
Amo idealizá-las, descosturá-las...
Prender-me nelas, perder-me nelas.
Entrar e sair livremente.

Pessoas. Gente. Eu amo. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carpe Diem,Tempus fugit.