terça-feira, 26 de março de 2013

Onde eu sempre estarei




"Não venha ao meu túmulo chorar
Não estou lá, não estou dormindo
Sou o vento que sopra, sou o brilho da neve,
Sou a luz do sol sobre o campo,
Sou o chuvisco do outono
Não venha ao meu túmulo chorar
Não estou lá, eu não morri."

Autor Desconhecido