sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Rilasciando


Sentado, lendo histórias passadas
Escutando velhas músicas
Que abrem as portas para antigas lembranças
Fazendo com que todo o passado, presente e futuro
Venham à tona como leves cortes na pele
Alguns se mostram agradáveis ao aparecer
Outros nem tanto, surgem com dor
Se mostrando bem mais profundos do que parecem
Feridas que o tempo não cura e que o álcool não dissolve
A falta provoca a tristeza que por vezes
Mostra-se momentânea, acredita-se que será para sempre
Os mundos se separam, em poucos segundos
As vidas se quebram em pedaços minúsculos
Que não podem ser juntados nem mesmo por nós
Então eis que tudo se esvai tão rápido quanto um cigarro
Onde o que vai restar de mais sólido são apenas cinzas
Faz-se possível então ver a cor da dor e o cheiro da tristeza
Leveza que não mais será alcançada, pelo menos não nesse mundo
O tudo que existia se tornou abstrato, o que restou foi o retrato
Guardado, adorado e sempre lembrado nas noites frias
Em que se encontrava distante do antigo lar
E por mais que os ventos soprem a favor sempre resta
Um pouco de pavor, a incerta certeza de querer de novo a leveza
Por mais ou por menos, com ou sem beleza
Com imensa dedicação, sabendo o preço da pureza,
E sabendo que nada será igual ao que já foi...

Guilherme Santana

Obs.: Às vezes sinto que a angustia é uma fonte de inspiração muito forte,um daqueles sentimentos que fazem surgir textos como esse. Não mudaria nada. Nem mesmo me preocuparia muito com a ausencia(ou não) de idéias,pelo que vi basta começar as primeiras frases.

Um comentário:

  1. Obrigado por postar, é uma honra ter meu texto aqui, fiquei muito feliz e mais uma vez muito agradecido.
    Certamente a angústia é o sentimento mais forte que faz com que as pessoas consigam expressar seus vázios, medos, alegrias ou até mesmo sonhos.
    Não sei se me sinto privelegiado por isso ou amaldiçoado, mas venha o que vier, basta canalizar a energia a seu favor e torcer para dar certo.

    Grande beijo minha amiga !!!!
    Saudades

    By Guilherme S.M

    ResponderExcluir

Carpe Diem,Tempus fugit.