quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Xenofobia


O diabo é um otimista, se acha que pode tornar as pessoas piores do que já são.
(Desconhecido)


Tenho medo de ficar em casa.
Medo de sair de casa.
De falar,
De não falar o suficiente.

Medo de que as pessoas não pensem em si mesmas quando fazem algo contra mim, porque tenho medo de quem eu sou, do que sou capaz de fazer.

Tenho náuseas quando quero fazer parte de tudo isso, só pra me sentir aceita, quando tento ser alguém que não sou,simplesmente porque não tenho coragem, nem energia, pra discutir com tanta gente ignorante que cruza meu caminho.

As pessoas não são normais: Elas brigam com quem amam, pra mostrar que amam; Elas perguntam se você está bem, mas não ligam pra sua resposta; Elas te pedem desculpa, com licença, obrigada, dão bom dia, boa tarde e boa noite, cumprem a função social básica, mas elas não se importam realmente.

Sinto-me vivendo em um manicômio.
Eu me importo. Eu não dou bom dia, nem peço desculpas... Eu não pergunto como você está se não quiser saber. Eu me sinto culpada porque tenho mais do que preciso, me sinto má porque não consigo ajudar a todos como gostaria. Eu me ponho no lugar das pessoas quando vou fazer algo pra elas. Eu amo muito a todos que um dia sorriram pra mim... Mesmo que hoje não lembrem mais meu nome, mesmo que aquele sorriso tenha sido anônimo e efêmero.

E me odeio sempre que finjo que não sou assim, sempre que me obrigo a agir como louca.

Ao mesmo tempo sorrio, e durmo em paz por saber que há tanta gente por aí que pensa como eu.