segunda-feira, 21 de junho de 2010

Mentiras Sinceras


"Como ciumento sofro quatro vezes: porque sou ciumento, porque me reprovo de sê-lo, porque temo que meu ciúme machuque o outro, porque me deixo dominar por uma banalidade: sofro por ser excluído, por ser agressivo, por ser louco e por ser comum".
Roland Barthes


Que atire a primeira pedra aquele que não quer ser especial. Quem de nós ousaria recriminar aquele que quer ser o primeiro, o melhor, único na vida de alguém. Quem não se derrete ao ouvir que “aquela” pessoa nunca sentiu nada igual por ninguém.

Mentiras sinceras para serem boas, têm também que ser “verdade”. Verdade, nem que seja naquele momento. É meio estranho ouvir as pessoas reclamarem, dizerem que querem a verdade, ninguém quer ouvir 100% de verdade:

- Oi amor, como foi seu dia?
-Foi ótimo, sabe aquela minha ex-namorada modelo? Encontrei com ela vindo pra casa, continua gata, ela deu em cima de mim, até mexeu comigo, mas achei melhor vir pra casa, pensei na gente.

Depois dessa conversa a garota está tremendo e babando, ela ainda não conseguiu dizer nada porque está vasculhando o ambiente em busca de qualquer objeto cortante. É isso, ninguém quer 100% de verdade, o que ela gostaria de ouvir:

- Oi amor, como foi seu dia?
-Foi ótimo, sabe aquela minha ex-namorada modelo? Encontrei com ela vindo pra casa.
- Ela ainda é bonita?(Desconfiada)
-Nem reparei.

Queremos saber ou não?

Não sei mais. Dói tanto. Ideal, ideal mesmo é ter alguém fiel e que não olhe pros lados. Impossível, eu mesma seria hipócrita se dissesse que nunca pensei, que nunca olhei.
Não fazer é a parte mais fácil, pior é sentir, é querer, é se julgar, é ter a certeza que tem algo errado e ser incapaz de saber o que. Ao mesmo tempo em que o ciúme tem um lado muito ruim, ele se faz necessário.

O que seria da nossa vida se todos dissessem só a verdade sobre tudo? Acredito em algo que chamo de “sofrimento gratuito”, algumas coisas não precisam ser ditas, simplesmente porque o valor delas é insignificante perto do que elas podem causar na alto-estima de alguém, você não precisa dizer pra sua parceira que acha a Carol Castro gostosa se isso for fazer ela se sentir um lixo e coisas que causam sofrimento gratuito são muito relativas.

Quanto a mim, não sei se mentiras sinceras me interessam.

"Para que um bom relacionamento continue e seja agradável, é preciso não apenas suspeitar prudentemente, como ocultar discretamente a suspeita".
Stendhal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carpe Diem,Tempus fugit.