segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Pede


Não consigo deixar de pensar em ti
E talvez isso explique minha loucura,
Meus ciúmes...
Meu desejo...
Minha ansiedade em te ver, em te ter, em te sentir...

Se você me pedir acredite que não vou negar,
Mas pede daquele jeito...Sussurrando enquanto brinco com a língua em ti...
E ouço teu gemido... A tua respiração ofegante...
Enquanto sinto teus toques inesperados...

A gente se olha e consegue ler o desejo um do outro,
Porem ficamos imóveis...Esperando...

Pede!

Diz meu nome, cala minha boca com um beijo...Dois...Três...
Me segura com força, me arranha até sangrar, me deixa marcas, me faz gritar...Gemer... me toma inteira: frente e verso...

Agarra o meu cabelo do jeito que só você sabe...
Beija meu pescoço e desce...Desce pelos meus seios...Minha barriga...Esfregando teu corpo lentamente... Até me ver em desespero...

Gosto de te provocar...
Olhar nos teus olhos...
Dominar...
Até sentir o teu orgasmo...


Se você me quer, vem buscar...



(Alice Sales)