segunda-feira, 12 de maio de 2008

Peixinho Dourado



"A memória de um peixinho dourado só dura 3 segundos. Então depois de uma volta pelo aquário tudo é novidade.
Cada vez que dois peixinhos se vêem é como se fosse a primeira vez.
Assim somos nós,humanos.
Cada nova paixão é como se fosse a primeira,uma reação química apaga a lembrança da ultima dor de amor e nós pensamos : "Nossa! Isso é maravilhoso,é novo,é diferente.""
Retirado do filme Todas as cores do amor.



Engraçado.

Os olhares se cruzam,ambos fingem que se olharam sem querer.
Desviam o olhar.

Parece uma espécie de alucinogéno agindo no corpo,tomando conta de tudo.
Você tem vontade de sorrir,mas não pode.
Vontade de olhar novamente,mas não pode.
Respira fundo,engole seco,nasce um sorrisinho no canto da boca.
"Sem querer" ele esbarra nela,que quase desmaia de alegria.

Concentre-se.
Não posso sorrir.
Não posso gritar.
Estou muito feliz e sei bem porque.

Um comentário:

Carpe Diem,Tempus fugit.